O site 3,2,1 Beauty precisa ter javascript habilitado.

4 ingredientes "vilões" nos shampoos de prateleira e um bônus

4 ingredientes vilões nos shampoos de prateleira e um bônus

Muita gente não sabe, mas alguns shampoos possuem excessos de substâncias tóxicas em seus componentes. Praticar o autocuidado também é sobre se atentar a esses pontos, afinal nosso couro cabeludo e fios precisam de bons ingredientes para permanecerem sedosos e hidratados.

Listamos alguns componentes mais prejudiciais e os efeitos que eles causam no nosso corpo para te auxiliar na escolha.

1 - Sulfatos, famoso detergente químico.

Conhecido pela limpeza profunda, o sulfato age na remoção da sujeira e do óleo natural dos fios. O que muitas pessoas desconhecem é que ele também tira a hidratação natural, que dá brilho e suavidade. Não exagere em produtos com muito sulfato. Prefira os famosos shampoos low-poo. Isso é especialmente importante para as cacheadas, hein. ;)

2 - Parabenos - não tão de parabéns.

Ultimamente temos visto muitos produtos SEM parabenos no mercado. Você sabe o que de fato são os parabenos? Eles são um tipo de conservante para evitar o crescimento de bactérias e fungos nos produtos de beleza e cuidados pessoais. Ok, isso nos ajuda a aumentar a vida útil de produtos. Ótimo, não? Mas então porque tanto alvoroço sobre esse ingrediente? Em 2004 um estudo da Dra. Philippa Darbre do Reino Unido mostrou traços de parabenos em tecidos cancerígenos na mama de alguns pacientes. O resultado do estudo não comprovou 100%, no entanto, que existe uma conexão real entre o uso de parabenos nos produtos e câncer de mama. Concluiu sim que há possibilidade dos parabenos atravessarem a pele e atingir camadas mais internas do nosso corpo. Outro ponto de atenção é que os parabenos imitam os efeitos dos estrogênios naturais e eventualmente podem causar mudanças hormonais no nosso corpo. Eita! Então, para minimizar o risco... por aqui continuamos a recomendar produtos sem parabenos para uso frequente.

3 - Sinal de alerta para o Triclosan!

A substância atua como antibactericida e antifúngico e é muito utilizado em produtos de beleza para manter a conservação. Em nosso corpo, esse ingrediente pode agir como disruptor endócrino, ou seja, ele pode interferir no nosso sistema hormonal e já foi relacionado a problemas no sistema imunológico e na reprodução celular incontrolável. Melhor passar longe.

4 - O perigo do Polietilenoglicol (ou PEG).

Os PEGs são compostos à base de petróleo e são usados ​​principalmente em cosméticos para engrossar formulações ou para dar maciez e hidratação. Eles são compatíveis com vários emolientes e por isso são tão utilizados em produtos cosméticos.

O problema maior está durante a sua produção. Em alguns casos da produção do polietilenoglicol é possível encontrar um subproduto chamado dioxane, substância cancerígena, segundo a Sociedade Natural Americana. Além de fazer mal para nosso organismo quando o uso é excessivo, essa substância agride o meio ambiente durante a produção e pós-consumo.

A3,2,1 Beautydá total atenção na escolha dos produtos utilizados em nossas unidades. A melhor experiência de beleza e bem-estar em todos os aspectos!



Comentários: